quarta-feira, 4 de março de 2015

PRISCO DENUNCIA USO DE POLICIAIS MILITARES PARA SERVIÇO PARTICULAR NA BAHIA. SEGUNDO ELE, QUIXABEIRA É UM DOS MUNICÍPIOS PREJUDICADOS.

                                                

 
Prisco denuncia uso de policiais militares para serviço particular na BahiaO deputado estadual soldado Prisco denunciou na manhã desta terça-feira o desvio de função de policiais militares no interior do estado. Segundo ele, viaturas e parte do efetivo são usados para escolta particular, a serviço do Banco do Brasil. A acusação aconteceu durante uma reunião da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba) e foi encaminhada para o Ministério Público Estadual ainda em 12 de setembro de 2014. Ela aponta que policiais do Pelotão de Emprego Tácito Operacional (Peto/ 24a CIPM), Cipe Semi-Árido, 6° batalhão de Senhor do Bonfim, 54a CIPM/Campo Formoso e 24 a CIPM/Jacobina fazem a escolta do transporte de valores entre o aeroporto da cidade de Piritiba e o Banco do Brasil em Jacobina. Segundo Prisco, a irregularidade faz com que as cidades de Piritiba, Miguel Calmon, Capim Grosso, Jacobina, Quixabeira e São José do Jacuípe fiquem sem efetivo enquanto a escolta particular é realizada. O deputado também acusa o coronel Nascimento, que ocupava o cargo de comandante do Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN), em Juazeiro, de permitir a prática irregular no interior.  Por unanimidade, a bancada da comissão da Alba deferiu o pedido de esclarecimento e punição aos responsáveis para o Comando da Polícia Militar, Secretaria de Segurança Pública e Ministério Público Estadual. 
 
Reprodução: Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário