sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Lixões de São José do Jacuípe e Mairi em chamas, lei proíbe

Imagem ilustrativa
Em um programa de rádio Jornal dessa quarta-feira, 01 de novembro, ouvintes relataram duas situações inaceitáveis nos dias atuais. Fogo e muita fumaça nos lixões de São José do Jacuípe e Mairi, na saída para o distrito de Ângico, com relatos de Maiquele, moradora da Rua Nova, em São José, de que a noite de terça-feira, 31, foi agonizante, devido ao fogo que tomou contou do lixão da cidade, bem como a grande quantidade de fumaça. “Foi difícil dormir por aqui”, relatou a moradora em busca de providências por parte da administração municipal, na pessoa do prefeito Erismar de Amadinho. Outra situação relatada veio da cidade de Mairi, mediante participação também por telefone de Paulo. “Aqui em Mairi, atearam fogo também no lixão na mesma noite de São José, com grandes problemas para moradores.
O programa, além de informar vem discutindo em várias oportunidades esse problema de atear fogo em lixões, com recente esboço no programa sobre o lixão no distrito de Itatiaia, município de São José do Jacuípe, com a população precisando entender que colocar fogo em lixo pode trazer prejuízos ao meio ambiente e à saúde das pessoas, assunto também bastante explorado pelo MP – Ministério Público do Estado da Bahia. Em São José do Jacuípe, Erismar de Amadinho, por sinal do PV – Partido Verde, em Mairi, Jobope, do PT. Com a palavra os prefeitos e suas medidas de coibição a esse tipo de prática

Fonte: Repórter Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário