quarta-feira, 7 de março de 2018

Celular explode no bolso de Vendedor: ‘Grudou na pele’, relata vítima

Celular explodiu e chegou a rasgar bermuda de homem em SP | Foto: G1 Santos
Celular explodiu e chegou a rasgar bermuda de homem em SP | Foto: G1 Santos
O vendedor Victor Alexandre de Oliveira, de 40 anos, sofreu várias queimaduras de 2º grau em uma das mãos e nas nádegas depois que o celular que guardava no bolso explodiu enquanto ele entrava em um supermercado em Santos, no litoral de São Paulo, na tarde da última terça-feira (6). Segundo ele, o aparelho chegou a ficar grudado na pele. A vítima foi socorrida pela mãe, a comerciante Diva Soares Teixeira, de 70 anos, que o acompanhava, funcionários e clientes do estabelecimento. Segundo a idosa, após a explosão foi possível observar fumaça saindo da bermuda do filho. “Não sabia o que estava acontecendo. Eu escutei um barulho, vi a fumaça e o fogo do meu bolso. Tudo aconteceu em menos de um minuto, mas pareceu que passou mais de cinco minutos. O celular grudou na minha pele e não conseguia tirar, por isso queimei meu dedo. Minha bermuda ficou destruída”, relata Oliveira. Levado ao hospital, Vitor foi avaliado pelos médicos, que constataram as graves queimaduras. “Fui liberado para ficar em casa, mas vou ter que tomar antibióticos, anti-inflamatórios, e passar pomadas. O celular era minha ferramenta de trabalho e vou ter que parar um pouco as atividades também”. Ele e a mãe deverão levar o equipamento até a Polícia Civil nesta quarta-feira (7) para registrar um boletim de ocorrência. “Quero que seja submetido à perícia, antes de ser encaminhado à empresa. Ainda não deu tempo de fazer qualquer reclamação, mas vamos fazer nos próximos dias”, garantiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário