terça-feira, 14 de agosto de 2018

Morte repentina de Agente Comunitária de Saúde comove Capim Grosso

A morte repentina registrada na manhã desta terça-feira, 14 de agosto, da Agente Comunitária de Saúde, Maricé Souza do Rosário, 59 anos, na Rua Pinheiro, Bairro Oliveira, deixou a população de Capim Grosso bastante consternada. LEIA MAIS 

Atuante na função há cinco anos, de acordo com informações repassadas por colegas de trabalho, Maricé trabalhou durante 22 anos, na função de vacinadora; ao se aposentar entrou para o time de agentes mediante concurso público e era uma das mais queridas da equipe, com seu trabalho reconhecido por todos no Bairro Oliveira, onde desenvolvia a sua função através do Posto do Estado, que tem como médica Dra. Juliana.
Ainda enfatizando a morte de Maricé, informações colhidas pelo REPORTERBAHIA, dão conta que ela foi encontrada morta no banheiro, o que provavelmente deve ter sofrido um mal súbito. “Maricé estava muito feliz com o curso que os agentes estão tomando e essa seria a semana dela”, disse uma colega de trabalho bastante emocionada.
O corpo de Maricé está sendo velado na Rua 15 de novembro, Bairro Oliveira, em frente as casas de Ângelo, como é conhecido o bloco de residências no citado logradouro, com sepultamento ainda não divulgado oficialmente pela família.
Texto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA – Foto: Facebook. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário