quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Capim Grosso: Servidores cobram direitos da administração municipal


Os servidores ligados à administração municipal de Capim Grosso, representados pelo SINSP – Sindicato dos Servidores Públicos – realizaram na noite dessa terça-feira, 11 de setembro, no salão da Paróquia São Cristóvão, no Bairro Oliveira, mais uma de suas assembleias, com o objetivo de discutir direitos da categoria que representa o setor administrativo do município, mais a participação de representantes dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias, que cobram da administração municipal 7% de reajuste, mais Insalubridade.

Na assembleia, uma média de 40 servidores, incluindo representantes da diretoria, com registro ainda da participação do vereador Nanal Vilas Boas, que fez suas ponderações frente às demandas que vem sendo cobradas há anos pela categoria. “Se a gestão está sendo indiferente às cobranças, vocês também precisam ser indiferentes também à gestão”, disse o edil.

Para o advogado da categoria Marcone Novais, a categoria não tem como mais aceitar a situação que pesa sobre a vida do servidor público frente às demandas que estão sendo cobradas, com respaldo na lei votada pela Câmara Municipal de Vereadores, que reformulou o Plano de Cargos e Salários da Categoria, com base em relatórios técnicos, dentre outras situações que colocam sobre a mesa da gestão todo respaldo técnico e jurídico para a efetivação dessas demandas. O que falta na verdade é vontade da gestão em resolver as pendências, colocou Marcone Novais.

Ainda no campo das cobranças, quem também cobra seus direitos são os Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, os quais exigem da gestão municipal o reajuste salarial de 7% mais o adicional de Insalubridade. “Essa é uma situação de cinco anos”, disse Amarli, em entrevista ao Jornal Transamérica 2ª edição.

Na assembleia do SINSP, os servidores presentes decidiram que as manifestações vão continuar pelas ruas da cidade, bem como nos meios de comunicação. Rádios e redes sociais, em busca do cumprimento por parte do município dos direitos da categoria.

Texto e foto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário