quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Missa do Sétimo Dia pelo falecimento de Armesinda será nesta quinta-feira(01/11)

Acontecerá nesta quinta-feira(01/11), na Igreja Matriz de Quixabeira, a Missa de Sétimo Dia, de Armesinda Oliveira Lima, falecida na última sexta-feira(26/10). 

A celebração terá início às 19:30hs, e a família enlutada convida a todos os parentes, amigos e comunidade em geral para participar deste ato de solidariedade cristã.


Por que se rezam Missas de Sétimo Dia?

Saiba aqui

Um dos costumes da fé Católica é rezar pelos falecidos. A morte, na verdade, é um encerramento de ciclo. É o fim de uma obra de vida na Terra, mas o começo de uma vida em Deus.

Já parou para pensar por que as Missas de Sétimo Dia são celebradas? Qual o motivo do número sete? Como todos os ritos da fé Católica, esse também têm significados muito específicos. Padre Camilo fala sobre eles na reflexão da semana. Confira no vídeo ou abaixo:
1. Desde o nascimento da Igreja sempre houve o bonito costume de se rezar pelos fiéis falecidos. A fé na Ressurreição mantem no coração a certeza de que em Deus a vida continua e, terminada a caminhada nesta terra, viveremos na casa do Pai do Céu, no lugar que Jesus nos preparou.
2. É comum nas missas, sempre ouvirmos a intenção da oração por alguém falecido. Principalmente o costume de se rezar a Missa de Sétimo Dia do falecimento. Por que missa de sétimo dia? Esse costume é antigo e está relacionado a três razões importantes.
3. Em sete dias Deus concluiu toda a criação e depois descansou. Então, a missa de sétimo dia faz memória daqueles que, pelo mistério da morte, descansam em Deus, após terem concluído aqui na terra a obra da vida.
4. Também de sete em sete dias muda-se o clico lunar. E sabemos que toda a vida na terra está ligada ao clico da lua. Por isso, se de sete em sete dias muda-se o ciclo da lua, na missa de sétimo dia renovamos no coração a certeza que em Deus a vida é constantemente recriada.
5. Também no Brasil, devido às longas distâncias, quando morre alguém nem todos os familiares e amigos conseguem chegar a tempo do enterro. Então a missa de Sétimo Dia é momento dos familiares e amigos se reunirem para fazer memória do ente querido. A comunidade se reúne não para rezar como a pessoa morreu, mas sim para fazer memória em Deus de como esta pessoa viveu, e como sua vida é continuada em Deus, pois temos fé na vida que é eterna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário