quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Capim Grosso: Itamar diz que está fora da disputa em 2020


O ex-prefeito Itamar Rios, confirmou em participação por telefone ao Jornal Transamérica 2ª edição de segunda-feira, 19 de novembro, que está fora da disputa de 2020.


Prefeito no período de 2004/2008, mediante disputa judicial envolvendo a eleição de Paulo Ferreira, Itamar Rios, que iniciou sua trajetória política em Capim Grosso, no bloco de oposição, foi reconduzido para o 2º mandato após vencer Lydia Pinheiro, para meses mais tarde renunciar ao cargo em busca de uma candidatura para deputado que não deu certo, tendo por fim, a destituição da chapa que tinha João do Couro, na qualidade de vice, que chegou a assumir a posição de prefeito, em um mandato que registrou quatro prefeitos. Por conta da destituição, Lydia Pinheiro assumiu o mandato, tendo Sivaldo Rios como vice, para meses mais tarde renunciar ao mandato, tendo como justificativa: “problemas de saúde”, assumindo Sivaldo Rios, que foi para reeleição, com vitória sobre Marcos Carneiro, candidato apoiado por Itamar Rios.


Em 2016, Itamar Rios acumulou duas derrotas na sua trajetória política em Capim Grosso: uma pela sua candidatura que foi destituída; a segunda, por conta do apoio à chapa encabeçada por Andreia, tendo Titinho como vice. Já na eleição de 2018, Itamar Rios ficou praticamente sozinho na disputa que girou em torno dos candidatos a deputado estadual e federal. Apoiando Robinho e Ronaldo Carleto, o ex-prefeito registrou nas urnas: 900 votos de Robinho, mais 1.348 votos de Carleto, para um total de 2.248 votos.


“Fui pensar em tudo que vem acontecendo na política de Capim Grosso e tomei a decisão de cuidar da minha vida, do meu trabalho de médico, de advogado, das minhas coisas”. Em outro ponto da conversa Itamar disse: “Continuo na oposição, porque não voto em Lydia e Sivaldo, portanto, vou apoiar quem a oposição apresentar, mas eu estou fora da disputa”, colocou Itamar Rios.


Perguntado sobre a situação da oposição, tendo como cenário a eleição de outubro, composta por três frentes: Itamar Rios, Andreia e Titininho e Samuel Moto Taxi, mais alguns nomes que aparecem em torno da situação política do grupo que ganhou apenas uma eleição, nos 33 anos de emancipação política de Capim Grosso, Itamar disse que não gostaria de entrar em detalhes, apenas confirmar que o mesmo está fora da disputa de 2020. “Daqui a 10, 15 anos, eu possa pensar em voltar, mas em 2020, não serei candidato”, colocou Itamar Rios.

Fonte: Repórter Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário