sábado, 9 de fevereiro de 2019

Vídeo que simula possível rompimento de Barragem não se trata da cidade de Jacobina

Resultado de imagem para video fake newsA Jacobina Mineração e Comércio (JMC) esclarece que o vídeo publicado pelo blog Ril de Beto na última sexta-feira, 8 de fevereiro, não se trata da barragem localizada em Jacobina (BA).  Com o compromisso de cuidado com suas ações e de informações com transparência para a população, a JMC informa que o sistema de barragens que compõe o empreendimento é composto por duas barragens. A B1 não recebe rejeitos desde 2011 e encontra-se em processo de fechamento, por meio de cobertura, revegetação e posterior reintegração ao meio ambiente. A B2 está ativa desde 2011 e, atualmente, utiliza 24% de sua capacidade total. LEIA MAIS


As barragens foram construídas com o método de alteamento por jusante, que garante maior estabilidade e consequente segurança da estrutura, pois há controle do lançamento e da compactação. A estrutura é mais segura, mais resistente a atividades sísmicas, devido à quantidade de material necessário para construção da parede de contenção. Esse método é diferente do alteamento a montante, modelo mais barato e antigo, no qual a barragem vai crescendo com os próprios rejeitos, o que torna a estrutura instável e com possibilidade de liquefação.

A operação de barragens da empresa integra um sistema corporativo de gestão, com riscos continuamente monitorados. São realizados análises técnicas diárias, relatórios de segurança mensais e auditorias anuais. Todas as barragens são controladas por meio de uma rotina de inspeções e manutenção rigorosamente cumprida pela equipe técnica. Em nenhuma das barragens há pontos críticos ou condições que denotem alguma anomalia. O comportamento e a performance das barragens encontram-se dentro do esperado, com pleno atendimento aos requisitos técnicos e legais."
Assessoria de imprensa Jacobina Mineração e Comércio

Atenciosamente,
Fabíola Pimenta
Gerente de atendimento



Nenhum comentário:

Postar um comentário