sexta-feira, 1 de março de 2019

Servidora que atou como professora em Quixabeira diz que está sendo perseguida pela gestão do prefeito Reginaldo;


A servidora pública Cidenice, eleita no domingo, 24 de Fevereiro, Vice-Presidente do SINDISERV – Sindicato dos Servidores – de Quixabeira, tendo como Presidente eleito, o advogado Dr. Jessé; Ril de Beto, na função de Tesoureiro e Claudia Santos, como Diretora de Formação Sindical, dentre outras funções, afirmou em entrevista ao JORNAL TRANSAMÉRICA COM ARNALDO SILVA, na noite de terça-feira, 26, que depois de 15 anos lecionando no município, foi afastada da função, no dia 26 de Novembro de 2018, pela gestão do prefeito Reginaldo. “Eu me sinto perseguida pela gestão sim”, disse a professora que fez concurso para Auxiliar de Serviços Gerais, mas que em uma das gestões do município, passou a exercer a função de professora. “Lecionei durante 15 anos”, disse a professora que espera agora da Justiça, (Comarca de Capim Grosso), uma resposta e que seja pelo seu retorno à sala de aula. LEIA MAIS


Para Dr. Jessé, presidente eleito do SINDSERV, uma tremenda falta de respeito com a servidora; não que exercer função de auxiliar é demérito, pelo contrário, todo trabalho é digno, mas a forma como o processo foi trabalhado sem dúvida que tem conotação política. “Diante dessa situação, a professora e agora Vice-Presidente do SINDISERV, vai desenvolver suas funções no Sindicato, me substituindo enquanto essa situação não tem uma resposta da Justiça”, colocou o advogado, que tem como meta trabalhar um sindicato que possa atender todos os servidores e não apenas a educação, como aconteceu no mandato da professora Edna Lima, que mesmo focando o tempo todo na educação, deixou muito a desejar o trabalho da presidente”, colocou Jessé.

Para Ril de Beto, eleito como Tesoureiro, essa será uma grande oportunidade para mudar a história do servidor público de Quixabeira, com a realização de um trabalho que possa atender todas as categorias e necessidades. “Essa será a minha primeira experiência na função e como participante também de um sindicato de classe; já tinha participado de outras políticas, mas estamos confiantes, pois temos uma equipe qualificada que certamente irá desenvolver um belo trabalho e com isso vamos ajudar Quixabeira a resolver problemas que envolve os nossos servidores”, colocou Ril, que já foi vereador e na última eleição participou da chapa majoritária na função de candidato a vice.

Para a professora Cláudia Santana, eleita Diretora de Formação Sindical, função que existia apenas no papel terá um papel importante no tocante à formação de profissionais. “Vamos intensificar muito essa necessidade de qualificar mais os nossos servidores, bem como atender outras necessidades e com isso desenvolver um trabalho que venha beneficiar toda a população de Quixabeira”, colocou a professora. Sobre o Hino Nacional nas escolas, a professora disse não ver nada de mais a utilização do Hino na sala de aula, pelo contrário, será bastante enriquecedor para a formação da nossa cidadania, mas sem precisar filmar os alunos cantando o Hino Nacional”, colocou a professora.

Sobre a situação que vive a servidora Cidenice, que se diz perseguida pela gestão do prefeito Reginaldo, a Secretária da Educação de Quixabeira, a senhora Gilvanda, em entrevista no mesmo espaço jornalístico na noite dessa quarta-feira, 27, disse que a decisão de afastar a senhora Cidenice da sala de aula partiu da administração, mas que ela acompanha o processo com muita tranquilidade. “A liminar solicitada pela servidora foi negada, mas caso a decisão do Judiciário seja pelo retorno da servidora para a sala de aula pode ter certeza que será bem-vinda”, colocou Gilvanda.

Quixabeira, que no início do mandato de Reginaldo, MDB, segundo informações da secretaria, enfrentava um grande desafio no tocante ao número de alunos matriculados disse que a situação está sendo contornada a cada ano e que nesse momento a situação é bem tranquila. “Quixabeira está avançando na educação, temos uma grande equipe e os resultados apresentados”, disse a secretária que espera ter o melhor relacionamento possível com os novos diretores do SINDSERV.

Texto e fotos: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário