quarta-feira, 1 de maio de 2019

Comandante da 91ª CIPM fala da nova fase da Polícia Militar, com extensão para outras cidades da área de atuação

Em entrevista ao Jornal Transamérica com Arnaldo Silva, na sexta-feira, 26 de Abril, o Major Medeiros, Comandante da 91ª CIPM – Companhia Independente de Polícia Militar – com sede em Capim Grosso, falou da nova fase da Polícia Militar, principalmente na cidade sede, por conta da chegada de 47 novos policiais, os quais já estão na ativa, tanto em Capim Grosso, como nas demais cidades que compõem o território de atuação da 91ª CIPM composto por: LEIA MAIS
Gavião, Quixabeira, São José do Jacuípe, Várzea da Roça, Mairi, Serrolândia e Várzea do Poço. “Ainda não estamos desenvolvendo um trabalho como está sendo realizado em Capim Grosso, nas demais cidades, pelo fato de estarmos ainda cumprindo algumas fases, mas muito em breve esse trabalho se estenderá também para as demais cidades, dentro é claro de suas respectivas necessidades”, disse o Major Medeiros.

A Polícia Militar além do trabalho rotineiro desenvolvido com o uso de viaturas, está também intensificando em toda a cidade, um trabalho de combate à violência, com a utilização de quatro motocicletas e cinco policiais, os quais estão por toda parte abordando e atento a tudo que acontece na cidade, explicou o Major.

Outro trabalho que vem sendo realizado em Capim Grosso, envolve policiais a pé, divididos em pontos estratégicos da cidade, principalmente na área comercial. “Esse era um trabalho que eu sempre quis realizar, mas não dispunha de efetivo”, colocou o Major Medeiros.

Sobre o início de 2019, com registro de várias mortes, seguido de furtos/roubos de celulares, motos, carros, dentre outras situações, o Major disse que os fatos realmente trouxeram muita preocupação para a sua pessoa como comandante, com extensão para todo a sua equipe de trabalho, mas que faltava de fato uma equipe a mais de policiais, para fortalecer esse processo e com isso atender a contento os anseios da população. “Agora com uma equipe a mais estamos podendo realizar várias operações, com a polícia mais presente, mais visível, mais próxima da população e diante de tudo que vem sendo realizado dentro dessa nova fase da polícia, o resultado não poderia ser diferente; a população mais segura e entendendo de fato a importância da polícia”, colocou Medeiros.

Diante de várias participações, em reconhecimento a essa nova fase da Polícia Militar, em Capim Grosso, o Major Medeiros, recebeu também algumas cobranças, tais como: melhorar o comportamento das pessoas no trânsito, bem como nas abordagens, com citação de que adolescentes estariam apanhando na cara; assim como um senhor que ligou falando da operação na Feira Livre da cidade, trabalho esse que chamou a atenção da população, mas segundo o cidadão, ele chegou a ser agredido nos testículos, no momento da abordagem de alguns policiais, que fizeram parte da operação, sendo que todas as cobranças foram anotadas pelo Major Medeiros, para serem trabalhadas com a corporação, diante da necessidade de ser realizado um trabalho com os melhores resultados possíveis, pontou o Major Medeiros. “Pode existir algum excesso, principalmente por conta de policiais que estão chegando nas ruas agora, mas no geral a orientação é que todos atuem em defesa da sociedade; agora no tocante as abordagens, em algumas situações, não são todas, a pessoa que está sendo abordada acaba se comportando de forma indevida, gerando algum tipo de suspeita, o que leva o policial a agir com mais rigor; não estou dizendo que foi isso que aconteceu na Praça da Feira Livre, como relatou o cidadão, mas esse tipo de situação, sempre acontece e fica como alerta para a sociedade. Se você não tem nada a temer, espera o policial se apresentar, explicando com calma a tua situação, que o policial certamente vai garantir para você um tratamento à altura do teu comportamento, agora se você foge, responde mal o policial, não se comporta devidamente, a tendência é o policial impetrar uma ação mais forte, na sua abordagem”, colocou o Major Medeiros.

A violência contra a mulher também fez parte da entrevista de grande repercussão na região. “Esse é um assunto que ainda vamos precisar discutir muito, mas estamos avançando; agora mesmo no mês de Março, fizemos parte de debates importantes como o Saia Rodada da OAB, palestras na Câmera de Vereadores, aqui no rádio sempre alertando a sociedade quanto a esse grave problema”, colocou o Major, com citação também para o caso de Tamires, a jovem mãe, que perdeu a vida no dia 10 de Fevereiro, no Bairro Planaltino, com vários golpes de faca, tendo como algoz da jovem um ex-namorado, por sinal, preso na cidade de Miranorte, no Estado do Tocantins.

A entrevista registrou ainda dados do 1º trimestre de 2018 e 2019, com foco em ações desenvolvidas pela Polícia Militar/91ª CIPM. Apreensão de maconha: 2015, foi registrado 15 ocorrências; em 2019, o registro foi de 11 ocorrências. Apreensão de cocaína: em 2018, o registro foi de apenas duas ocorrências; em 2019, a polícia registrou oito ocorrências. Arma de fogo: em 2018, o registro foi de 17 ocorrências; em 2019, o registro foi de 16 ocorrências, dentre outros números apresentados pelo Major, em uma das mais representativas entrevistas da Polícia Militar de Capim Grosso.
.
Texto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA – Fotos: Arnaldo Silva e 91ª CIPM.



Nenhum comentário:

Postar um comentário