sexta-feira, 14 de junho de 2019

Capimgrossenses aderem à greve geral contra a Reforma da Previdência

Nesta terça-feira, 14 de junho, foi o dia da Greve Geral em todo o Brasil contra a Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro. A APLB sindicato obteve o apoio do Padre Xavier, Síndicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Coletivo de Mulheres (Coletivo Marielas), Pastoral da Juventude, Câmara de Vereadores, Acapa, Coops, além de alunos da rede municipal e privada, além de membros da sociedade civil, para que a manifestação percorresse as ruas da cidade.  As escolas públicas do município aderiram à paralisação. Leia mais

A Presidente da APLB Capim Grosso, Raquel Matildes, em entrevista a equipe do site br324, disse que o município se juntou ao restante do país para mais uma vez dizer não a esta Reforma que está excluindo a classe menos favorecida, como professores, trabalhadores urbanos e rurais, além da classe de policiais.

Em todo Brasil, trabalhadores de centrais sindicais, transportes, bancos e educação aderiram a greve, com o objetivo de alertar a sociedade e o Congresso Nacional sobre a nefasta proposta do governo de reforma da Previdência. Segundo informações do site 247, 45 milhões de brasileiros cruzaram os braços durante as paralisações da Greve Geral.

Fonte: br324

Nenhum comentário:

Postar um comentário