quinta-feira, 20 de junho de 2019

Polícia Civil prende quarteto acusado de homicídio em Caém

IMG-20190619-WA0047
Policiais civis da 16ª Coorpin, sob o comando do delegado Ademar Alves de Sousa (Vical), com apoio dos delegados Eduardo Brito, coordenador da 16ª Coorpin, e Wagner Marinho, delegado titular da Delegacia Territorial de Jacobina, cumpriram na sexta-feira, 14, quatro mandados de prisão preventiva contra Fernando Santos Dantas, 22 anos, Ricardo santos Carvalho, 22 anos, Rodrigo de Jesus Silva, 20 anos, e Dermival Viera da Silva Junior, 21 anos, todos residentes no bairro da Bananeira, Jacobina. Os quatro são acusado de raptar e matar Delmar Lopes de Souza, conhecido por 'Chico', de 30 anos, na madrugada do dia 06 de junho na cidade de Caém, região de Jacobina. Leia mais 

Dois dos suspeitos, Fernando e Ricardo, foram presos na cidade de Miguel Calmon, distante 36 quilômetros de Jacobina, por tráfico de drogas e encaminhados ao complexo policial. Os dois tiveram mandados cumpridos por terem participado diretamente do homicídio. Os outros dois comparsas, Rodrigo e Dermival, foram presos no dia 14, no bairro da Bananeira, em Jacobina, em uma ação dos policiais civis da Delegacia Territorial de Jacobina, sob o comando do delegado Wagner Marinho.

"É importante ressaltar o apoio da Policia Militar na pessoa de Aidê e seus comandados para elucidação e prisão dos quatros acusados", destacou o delegado.

O crime
Conforme a polícia, no dia 05 de junho, os quatro indivíduos e a vítima estavam fazendo uso de bebida alcoólica na casa de uma pessoa conhecida por 'Preta', mãe de um dos suspeitos, Rodrigo, em Caém. Ainda segundo a polícia, os quatro acusaram 'Chico' de ter furtado o celular de Rodrigo, e começaram a agredi-lo fisicamente com chutes e socos. Não satisfeitos, colocaram Chico para fora da casa e o assassinaram com várias facadas, pauladas e pedradas, decepando uma orelha e contando a língua da vítima. Após ao crime, o quarteto fugiu para Jacobina. 

Os quatro foram indiciados pelo crime de homicídio triplamente qualificado. Eles permanecem presos em Jacobina, à disposição da Justiça.

Com informações da 16ª Coorpin

Nenhum comentário:

Postar um comentário