quarta-feira, 26 de junho de 2019

Quixabeira: Diretoria do SindServ esclarece motivo por não realizar este ano o tradicional Forró do Coreto


O Sindicato dos Servidores Público do Município de Quixabeira - SindServ - através de sua diretoria, comunicou na tarde desta quarta-feira(26), que não irá realizar a tradicional festa junina, denominada "Forró do Coreto", que é realizada anualmente pela entidade. LEIA MAIS 

Segundo a diretoria executiva, o motivo da não realização do Forró do Coreto, neste ano de 2019, se dá em virtude da atitude perseguidora do poder executivo municipal em retirar o desconto da mensalidade sindical  da folha de pagamentos dos servidores, o que ocasionou um prejuízo financeiro mensal para a entidade de aproximadamente 70% de sua receita.

De acordo o tesoureiro do SindServ, o professor Ril de Beto, até o mês de março deste ano, a entidade tinha uma receita mensal em torno de 4 mil reais. Ele afirma ainda que após o corte do desconto em folha, a receita mensal caiu para um valor que fica abaixo de R$ 1.500,00(Hum mil e quinhentos reais) mensal, valor esse, referente ao pagamento de uma parcela dos servidores que por iniciativa própria, autorizaram o desconto em conta corrente através da agência do Sicoob Coopere de Quixabeira.

"Com a incerteza da recuperação da receita mensal que há anos recebia a entidade, a diretoria tomou esta decisão visando a saúde financeira futura da entidade, tendo em vista que os valores arrecadados mensalmente na atual gestão, não são suficientes para suprir a necessidade das despesas mensais, sendo obrigado a utilizar valores aplicados em poupança", disse Ril de Beto.

Diante do fato, o presidente do SindServ, Jessé Reis, pede a compreensão dos sindicalizados, ao tempo em que sugere aos servidores que ainda não fizeram a autorização de desconto, que se dirija até a sede do sindicato para assinar o documento.

Quanto a desautorização do desconto em folha realizada pelo poder publico municipal, Jessé Reis, informa ainda que o SindServ moveu uma ação contra a decisão do executivo e que o mesmo aguarda manifestação da justiça.

Blog do Ril de Beto




Nenhum comentário:

Postar um comentário