domingo, 9 de junho de 2019

'Sinto que estou correndo risco', diz Wagner Moura sobre retorno ao Brasil

O ator e diretor baiano Wagner Moura, que está na Austrália integrando o júri do Sydney Film Festival, declarou, em reportagem ao jornal local Daily Telegraph, que está com receio de retornar ao Brasil diante do atual cenário político. As informações são do Notícias da TV. Leia mais 


"Pela primeira vez na minha vida, eu sinto que estou correndo risco. [...] Sempre que vou para o Rio de Janeiro ou para São Paulo, preciso tomar muito cuidado. É de partir o coração”, disse o artista.

Wagner, recentemente, percorreu por vários festivais de cinema no mundo para exibir o filme “Marighella”, dirigido e roteirizado por ele. A obra, no entanto, recebeu críticas do presidente Jair Bolsonaro por tratar da história de vida de Carlos Marighella (1911-1969), guerrilheiro soteropolitano que lutou contra o regime ditatorial no Brasil. 

Contrariando antigas declarações de que não tinha medo das ameaças que recebeu durante a gravação do longa, Moura pondera que não se sente impedido de voltar ao país de nascimento. Ele, porém, deixa claro que caso a situação piore, as vindas ao Brasil vão ser repensadas.

Com informações do Notícias da TV

Nenhum comentário:

Postar um comentário