sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Incêndio em hospital particular do Rio de Janeiro deixa 11 mortos

A direção do Hospital Badim, parcialmente destruído em um incêndio na noite da última quinta-feira, 12, afirmou às 7:00hs desta sexta, 13, que os bombeiros encerraram no fim da madrugada as buscas por mortos.
 veja mais
Onze corpos - todos de pacientes, segundo a unidade - foram retirados durante varreduras. Até as 7h50, duas vítimas foram identificadas: Irene Freiras de Brito, 84 e Luzia dos Santos Melo, 88. A direção do hospital abriu os canais suportefamiliares@badim.com.br e 97101-3961 (com acesso ao WhatsApp) para atender parentes.

Resumo até aqui
11 pacientes morreram após um incêndio de grandes proporções no Hospital Badim, o fogo começou por volta das 18:30hs, da última quinta-feira, 12, e a fumaça se espalhou. A suspeita é que chamas começaram após um curto-circuito em um gerador.
103 pessoas estavam internadas na unidade no momento do incêndio, e 224 funcionários trabalhavam no turno quando as chamas começaram - nenhum deles morreu, segundo o hospital.
A unidade foi esvaziada, e pacientes foram levados para ruas próximas, onde ficaram em macas. Mais de 10 pacientes foram encaminhados para outros hospitais particulares.

Remoção de pacientes
A varredura dos bombeiros começou por volta das 21:45hs, cerca de uma hora após o fogo ter sido considerado debelado, e seguiu pela madrugada. Os corpos foram retirados em sacos e levados ao Instituto Médico-Legal (IML).
Segundo os bombeiros, cerca de 90 dos 103 pacientes internados foram transferidos para as seguintes unidades de saúde:

Anexo do Badim, que não foi atingido no incêndio; Hospital Israelita Albert Sabin; Hospital Copa D'Or; Hospital Quinta D'Or; Hospital Norte D'Or; Hospital Caxias D'Or; Hospital São Vicente de Paula.
Enfermeiros, médicos, bombeiros e moradores da região ajudaram a acomodar pacientes em colchões nas calçadas na Rua São Francisco Xavier e em uma creche vizinha.
No final da noite desta quinta, a direção do Hospital Badim emitiu uma nota:
A Direção do Hospital Badim vem a público expressar seu profundo pesar em relação ao incêndio ocorrido na noite desta quinta-feira. Informamos que 103 pacientes estavam internados no hospital no momento do episódio. Imediatamente, a brigada de incêndio iniciou a evacuação do prédio, mesmo antes da chegada do Corpo de Bombeiros. Desde o primeiro momento a prioridade total foi socorrer os pacientes e funcionários e salvar vidas. Mais de 100 médicos foram mobilizados para dar assistência aos pacientes que estavam sendo socorridos. Face a esse fato trágico, a solidariedade dos hospitais privados e das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde está garantindo que os pacientes sejam transferidos. Para transmitir informações seguras, a Direção se manifestará novamente à medida em que o Corpo de Bombeiros terminar o seu trabalho e liberar o acesso ao prédio. O trabalho dos bombeiros continua e nos mantemos solidários às famílias, pacientes e funcionários envolvidos.
Mais tarde, durante esta madrugada, a direção emitiu outra nota:
A direção do Hospital Badim informa que logo após o início da remoção dos pacientes pelo Corpo de Bombeiros o comitê de apoio foi acionado para começar uma busca ativa pelos pacientes que foram transferidos para unidades de saúde do Rio de Janeiro. Está sendo disponibilizado o número de Whatsapp 97101-3961 e o e-mail suportefamiliares@badim.com.br para que os familiares dos pacientes envolvidos no episódio entrem em contato para receber informações sobre sua localização. Além disso, o hospital enviou funcionários para os principais hospitais do Rio de Janeiro a fim de monitorar a chegada de pacientes transferidos. Mais uma vez a direção do Hospital Badim externa sua imensa tristeza diante do ocorrido.
Uma última nota foi divulgada no fim desta madrugada:
A direção do Hospital Badim continua acompanhando o trabalho do Corpo de Bombeiros. Os familiares dos pacientes e funcionários envolvidos no episódio receberam atendimento pelo comitê de apoio do hospital, inclusive de uma assistente social.
Todas as providências estão sendo tomadas para acolher as famílias. Informamos que a direção do hospital irá se pronunciar após a inspeção do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil, que deve acontecer ainda na manhã desta sexta-feira, 13.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário