quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Idoso esquece panela no fogo, dorme e morre carbonizado



Um idoso morreu carbonizado dentro da própria casa na Federação. O aposentado Luiz Bitencourt, de 76 anos, estava acompanhado apenas do seu fiel companheiro, um cachorro, que não o abandonou até os seus últimos minutos de vida. O homem morava sozinho numa pequena casa na Avenida Cardeal da Silva, próximo à Escola Gurilândia. Leia mais

Segundo vizinhos, ele estava cozinhando, por volta das 20h e acabou cochilando no sofá da sala com uma panela no fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e chegou ao local por volta das 20h30, mas já encontrou o idoso sem vida na sala. De acordo com pintor Armando Marques, 50, vizinho da vítima, ao ouvir os latidos do cão, ele decidiu verificar se havia algum problema na casa de seu Luiz. 

Ao chegar no local e perceber que havia uma fumaça forte e os latidos desesperados do cachorro, ele pediu a ajuda de um amigo para socorrer o idoso. No entanto, ao perceber que a porta estava trancada por uma corrente e um cadeado pelo lado de dentro, não pensou duas vezes e decidiu derrubar a porta.

A tentativa não foi suficiente para salvar a vida do vizinho, que ainda tentou abrir a porta, sem sucesso. “Eu ouvi o cachorro dele latir, não tinha visto a fumaça ainda. Fui ver se estava acontecendo algo. Chamei um colega e colocamos a porta a dentro, mas ele já estava caído queimando. Se ele corresse para o quarto, igual ao cachorro, ele tinha sobrevivido”, contou o pintor.

O cachorro do idoso foi resgatado com vida e está sob cuidados do vizinho até que uma ONG possa resgatar o animal. Por volta da meia noite o Departamento de Polícia Técnica realizou a perícia e removeu o corpo do idoso.

Correio24horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário