sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Promotora é afastada do caso Marielle após aparecer em foto apoiando Bolsonaro

Promotora é afastada do caso Marielle após aparecer em foto apoiando Bolsonaro
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Carmen Eliza Bastos, promotora do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), pediu, nesta sexta-feira (1°), afastamento das investigações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes. Veja mais 


A promotora pediu para sair após a repercussão dos posts em redes sociais em que aparece apoiando a candidatura do presidência Jair Bolsonaro (saiba mais aqui).  A Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro instaurou procedimento para análise das postagens de Carmen.

De acordo com o G1, na noite de quinta-feira (31), a cúpula do MP no Rio de Janeiro se reuniu para pedir o afastamento da promotora. O afastamento chegou a ser dado como certo mas Carmen Eliza se recusou a deixar as investigações.

O MP diz ainda que Carmen Eliza foi escolhida para o caso por "critérios técnicos" pela sua "incontestável experiência" e pela "eficácia comprovada de sua atuação em julgamentos no Tribunal do Júri, motivos pelos quais Carmen Eliza vem sendo designada, recorrentemente, pela coordenação para atuar em casos complexos", diz a nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário