segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

"Se ele for para o 2° turno com o candidato do Neto, eu votaria nele", diz Wagner sobre Isidório

vgO senador Jaques Wagner (PT) disse na manhã desta segunda-feira (16) que votaria no pré-candidato do Avante, o deputado federal Pastor Sargento Isidório, em um cenário eleitoral de segundo turno contra um candidato apoiado pelo prefeito ACM Neto (DEM). A declaração foi dada ao jornalista Mário Kertész, em seu programa matinal na rádio metrópole. Leia +


"Se ele for para o segundo turno com o candidato do neto, eu votaria nele", disse. O Avante é um dos partidos da base do governador Rui Costa com pré-candidatura definida. Questionado pelo radialista se "amava Salvador", argumentando a inexperiência do parlamentar e seu estilo considerado "polêmico", Wagner citou o trabalho realizado pelo parlamentar com a fundação Doutor Jesus, descrevendo o como "maravilhoso".

"Se você encostar bons executivos em uma liderança popular, ele poderia fazer um bom, trabalho ", argumentou. Durante a entrevista ele voltou a dizer que o partido tem ao menos sete nomes possíveis para concorrer ao Palácio Thomé de Souza, fora as pré-candidaturas apresentadas pelos partidos da base aliada. "Tem Vilma Reis, Moises Rocha, Valmir, Solla, Robinson Almeida, Nelson Pelegrino e houve lançamento da candidatura de Juca Ferreira, que foi ministro", enumerou.

Neste contexto, Wagner voltou a afirmar que acredita que dificilmente o governador terá apenas um candidato, podendo apoiar "dois ou até três" nomes endossados na disputa do primeiro turno. O senador avaliou que parece que o prefeito e o governador têm avaliações populares em semelhante patamar, o que torna ambos grandes puxadores de voto na capital.

Contudo, ele acredita que o partido está demorando para definir o nome que disputará a prefeitura. Wagner afirmou que defenderá que uma decisão precisa ser tomada até o início de janeiro do próximo ano.

Também durante a entrevista, o senador avaliou que o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani seria um candidato forte dentro da base caso se filie a algum partido da base do governo, em virtude da sua "bem sucedida carreira como empresário" e sua experiencia acumulada tanto na iniciativa privada quanto como secretário na gestão de Neto. "Ele é um cara difícil do outro lado bater porque ele ocupou vários postos do lado de lá", avaliou.

Eleições 2022

Durante a entrevista, Wagner também foi questionado se seria candidato ao governo do estado em 2022. O petista afirmou que, assim como sua esposa e ex-primeira-dama Fátima Mendonça, não gostaria de voltar ao posto. Ele avalia ambos já deram suas contribuições nestes cargos, e que chegou a hora de um novo nome disputar a sucessão de Rui Costa pela situação.

Provocado por Kertész, Wagner citou o nome do também senador Otto Alencar como um possível candidato em 2022. Contudo, sinalizou a preferência por um nome mais novo dentro da legenda, entre 40 e 50 anos. "Acho que deveríamos puxar alguém nesta faixa de idade", opinou. Ele avalia que o PT teria dois anos para preparar um nome viável nestas condições.

Do lado da oposição, o petista assumiu que o atual prefeito ACM Neto é um nome forte para a disputa daqui a três anos, mas ponderou que ainda é necessário aguardar que o mesmo efetivamente coloque-se como candidato.

Na avaliação de Wagner, todo candidato é forte em um contexto eleitoral, e exemplificou sua tese citando a disputa de 2018. "Em tempo de comunicação de rede, se o nome viralizar, ele vai em frente. Não existe essa de ganhar eleição na véspera", opinou.

Ainda sobre 2022, mas dessa vez sobre a disputa para presidência, Wagner disse que acha difícil que o PT automaticamente apoie um outro partido de esquerda na corrida ao Planalto. "O PSDB governa São Paulo há anos. Eu te pergunto: Eles já abriram [mão da cabeça de chapa] para alguém? Ninguém cede o poder voluntariamente", exemplificou.

Na avaliação do petista é possível que, agora que está souto, o ex-presidente Lula invista na formação de um nome para realizar a "passagem de bastão".

Fonte: BNews.

Nenhum comentário:

Postar um comentário