segunda-feira, 15 de junho de 2020

Capimgrossenses realizam desafio de ultramaratona entre Capim Grosso e Jacobina

Nas primeiras horas da manhã deste domingo, 14, o Grupo Geração Saúde, com sete participantes, percorreu uma distância de 60km, saindo de Capim Grosso com destino a Jacobina. Por volta das 4:30 da manhã deram a largada e a média de tempo percorrido foi de 05:30 (cinco horas e trinta minutos). Veja mais
A corrida faz parte do desafio da ultramaratona com o objetivo de percorrer 60Km. Segundo Rubenildo Rios a equipe tinha esse desejo de realizar a prova, superando seus próprios limites. Idealizada por Mael Santos e Murilo Nascimento, ainda tiveram a participação de Romilton, João Lidio (Bau), Jhonatas, Rubenildo e José (São José do Jacuípe). A hidratação foi feita a base de água, isotônico, chá e água de coco. O apoio contou com dois carros, duas motos e três bicicletas. Aqueles que cruzaram a linha de chegada receberam troféu. Não houve competição entre eles, o importante mesmo era chegar. O desafio foi realizado pela primeira vez e já entra para história do esporte de Capim Grosso, despontando uma equipe de ultramaratonistas que desafiam a funcionalidade do corpo humano em situações extremas.
Segundo Mael Santos a ideia do desafio de 60km surgiu em uma corrida entre Murilo Nascimento e ele. "Naquele momento já definimos data, dia 14/06/2020, assim, surgiu mais nomes interessados, tivemos apoio para o desafio, de nosso Maravilhoso Deus, além de Léo de Augostinho, Abimael, Guiguiu, Genilson Enfermeiro, Edilson do Gesso, Rivael, entre outros, após seis meses de treino, saímos as 04:30 da manhã rumo ao maior desafio de nossas vidas". Mael lembrou que aprenderam muito nessa corrida, "não basta querer, precisamos fazer com que nosso objetivo se concretize".

Rubenildo é um desses corredores que ultrapassou seus limites, com a utilização de muita energia e uma estratégia de economizar a corrida, com ritmo moderado, para que a resistência fosse mais duradoura, com o metabolismo absorvendo melhor o oxigênio e assim finalizar o objetivo. O atleta disse que foram essenciais os treinos, a alimentação e "a cabeça conta muito, nos momentos de dor, começava a pensar em Isis (filha), para tentar tirar o foco da dor".

                                                             
Fonte: br324/ Fotos: Geração Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário