domingo, 14 de junho de 2020

Vereadores falam sobre requerimento para ajudar as pessoas com auxílio financeiro durante a pandemia do Covid-19

O Presidente Bruno Vitor, falou sobre a distribuição das cestas básicas: “A distribuição das cestas foram feitas através do cadastro que existe na secretaria de assistência social. Não é escolhido por políticos e nem vereadores”. Leia maisBruno destacou o excelente trabalho desenvolvido por Hosana Ferreira, Secretaria de Assistência Social, que recebeu um título em Brasília, além de ser muito capacitada, e completou: “Uma das melhores secretarias que temos hoje”. O edil também pediu informações sobre o Clube AACC e uma gratificação para todos os profissionais que estão envolvidos no combate do covid-19.


O Vereador Samoel Mototaxi, falou sobre o requerimento que foi retirado por ele para apoiar o do Vereador Jamber Dantas: “Desde meu primeiro mandato tenho essa ética de respeitar os projetos, requerimentos e ofícios de cada vereador. Quando eu fiz um requerimento para a gestão municipal, solicitando uma ajuda para as pessoas que estão no combate ao covid-19, não teve força. Em seguida eu fiz um requerimento com os mesmos requisitos do vereador Jamber e automaticamente, retirei o meu para apoiar o dele. E o importante é que esse auxilio chegue a quem realmente esteja precisando”.

Referente ao problema de iluminação pública, disse: “Desde que tomei posse, não passam 15 dias sem que esse tema retorne para a sessão. É inaceitável que durante 7 anos não seja colocado um braço de lâmpada na zona rural. Gerando assim até um problema de segurança pública. Por isso, precisamos apertar o cinto”.

O Vereador Jefferson Ferreira, falou dos casos de covid-19 no município: “Hoje temos 28 casos confirmados, infelizmente 3 óbitos, mas com alegria recebemos a notícia que já tem 21 pessoas recuperadas e 4 casos em monitoramento. Por isso, queremos abraçar cada profissional que vem litando na linha de frente desta pandemia”.

O edil fez um apelo a todo cidadão capimgrossense: “As coisas parecem que retornaram a normalidade, mas isso ainda não existe. E se nós não tivermos cuidado, o número de casos irá retornar. Precisamos adotar ações que venham prevenir o contagio dos nossos familiares e das pessoas que estão próximas de nós. Participamos de algumas reuniões com associações, e o poder legislativo tem participado ativamente dessas ações. E o comerciantes de Capim Grosso estão de parabéns, pois vem tomando todas as medidas de prevenção. Mesmo assim, saia de casa, somente se for necessário. Precisamos do apoio de todos para que possamos restringir o contagio do vírus e consequentemente manter nosso comercio aberto e a retomada financeira do nosso município”.

O Vereador Jamber Dantas, cobrou da gestão mais ações em relação ao combate ao mosquito da dengue, principalmente no distrito de Pedras Altas. O edil disse ainda que acompanhou o Secretário de Obras, Hélio, até o Distrito: “Em cima da ponte, perto da fazenda de seu Adelino tem um buraco trazendo muita preocupação para todos que utilizam essa estrada, que liga Pedras Altas a Capim Grosso e pode causar um acidente muito grave”.

Pensando na recessão após pandemia, o vereador sugeriu que a Câmara envie a sugestão de um projeto para a gestão municipal: “Em Pedras Altas existia a cultura do artesanato de barro e argila, onde eram confeccionadas moringa, panelas e filtros, mas há algum tempo essa cultura deixou de existir. E podemos ver que em alguns lugares que essa ainda é a principal fonte se renda para muitas pessoas. Para ajudar a economia da população de Pedras Altas, sugiro que a secretaria de assistência social possa criar um incentivo e capacitação para o retorno dessa produção”.

O Vereador Lucas Maciel reforçou o requerimento de Jamber Dantas: “Sobre o auxílio financeiro para as classes mais prejudicadas com a pandemia do covid-19. Nossos artistas locais, principalmente do ramo da música, muitas vezes usam do mês junino para tiraram seu sustento para o resto do ano, por isso precisam dessa assistência”.

Sobre a tradicional festa da cidade, disse: “Pensamos em criar o Arraia do Capitão em casa, para as pessoas assistirem as lives dos artistas locais em casa. Todos ficam esperando um ano para ir festejar o São João, mas esse ano infelizmente não será realizado devido a pandemia. Que a prefeitura possa analisar com carinho essa possibilidade, para que os artistas se apresentem através dessas lives que virou o maior sucesso neste período”.


O Vereador Antonio Martinho, fez um requerimento verbal para a gestão municipal: “Atenção especial, inclusive com uma certa urgência, na trincheira da aguada pública, localizada na comunidade do Mucambo, parte da estrada cedeu com as chuvas, causando assim um grande risco de acidentes, como já aconteceu um nosso amigo Reca, que caiu em uma cratera por negligência e por um trabalho muito mal feito pela gestão municipal”.

Sobre o kit da merenda escolar distribuídos pela secretaria de educação, disse: “Conversei com o secretário, e até sugeri que não fizesse, pois o recurso era pouco e não atenderia a todos. Foi uma ação premeditada, sem um planejamento e tem repercutido muito mal para a gestão”.
O edil falou sobre a visita ao Campo do Gado: “Projetado para comercializar animais, com uma bonita inauguração, mas de lá pra cá abandonaram um investimento tão importante, sem nenhuma utilidade”.

O Vereador Nanal Vilas Boas, disse que o município está carente no planeamento de suas ruas: “O Jardim Formosa e o São Luiz são os bairros mais atingidos com as chuvas”. Referente a reposição de lâmpadas, falou: “Não podemos perdoar a gestão, que no 4º ano de seu mandato, continua com essa defasagem. Na gestão passada, o repasse da Coelba era menos da metade de hoje e a cidade era muito melhor abastecida. E nós temos uma receita exclusiva para tal fim, mas o município não consegue atender. Inclusive fiz um requerimento para que fosse investido 1/3 da receita por mês. A população quer e tem o direito da reposição das lâmpadas. Pois não pagamos apenas a iluminação em frente de nossa casa, mas de toda cidade. Que nesse final de mandato, a gestora apague essa imagem que carregou durante seu mandato”.

O edil falou do requerimento: “Os moradores do bairro Jose Mendes de Queiroz, a rua de baixo, com a lei, passa a pertencer ao bairro Jardim Formosa. Eles fizeram uma abaixo assinado e já está na mão da gestora para que ela possa fazer esse retorno para os moradores do bairro”.
O edil falou do requerimento: “Os moradores do bairro Jose Mendes de Queiroz, a rua de baixo, com a lei, passa a pertencer ao bairro Jardim Formosa. Eles fizeram uma abaixo assinado e já está na mão da gestora para que ela possa fazer esse retorno para os moradores do bairro”.
               
ASCOM CMV

Nenhum comentário:

Postar um comentário