terça-feira, 18 de agosto de 2020

Polícia Federal cumpre 50 mandados de prisão em 12 estados; R$ 100 milhões são bloqueados pela Justiça

 


A Polícia Federal cumpre, nesta terça-feira (18), 50 mandados de prisão, sendo 20 preventivas e 30 temporárias, além de 139 mandados de busca e apreensão em 12 estados (Bahia, Alagoas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo) e no Distrito Federal. As informações são do jornal CNN. Leia mais

A Operação Além-Mar tem o objetivo de investigar um esquema de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. A ação conta com cerca de 630 agentes e equipes do Comando de Operações Táticas da PF,

De acordo com investigadores, é possível que a droga comercializada estivesse saindo do Paraguai e entrando no Brasil através de portos brasileiros, onde era enviada a países europeus como, por exemplo, Holanda e Bélgica. Ainda segundo o jornal, os entorpecentes seriam transportados pelo território brasileiro por meio de um helicóptero. Entre os meses de março e julho, foram apreendidos mais de 1,5 tonelada de cocaína.

Em Pernambuco, a Justiça bloqueou R$ 100 milhões além do sequestro de sete aviões, cinco helicópteros, 42 caminhões e 35 imóveis urbanos e rurais ligados aos suspeitos da operação. 

Estão sob investigação quatro quadrilhas, uma delas, era sediada na cidade de São Paulo e é acusada de trazer cocaína ao país através da fronteira com o Paraguai.

Outro grupo atuava a partir de Campinas, onde a droga era recebida para distribuição interna e exportação para Cabo Verde e a Europa.

A terceira organização criminosa estava localizada em Recife e era formada por empresários do setor de transporte de cargas, funcionários e motoristas de caminhão. Esses, eram responsáveis pela logística de transporte rodoviário dos entorpecentes e o armazenamento de carga até o momento da ocultação nos contêiners.

Por fim, o quarto grupo, estabelecido na região do Braz, em São Paulo, era uma espécie de “banco paralelo”, onde eles disponibilizavam uma rede de contas bancárias titularizadas por empresas fantasma para que houvesse a movimentação dos recursos ilícitos.

As investigações se iniciaram em 2018, com informações da National Crime Agency (NCA), do Reino Unido. Durante a fase sigilosa, a Polícia conseguiu prender 12 pessoas e apreender mais de 11 toneladas de cocaína, no Brasil e na Europa. Dentre os presos, estava um foragido da justiça do Brasil por 10 anos, procurado pela Polícia Federal e pela NCA. A prisão ocorreu em 2019.

Fonte: Varela Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário