quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Referência na região, barreira sanitária é desativada em Quixabeira



Depois de algum tempo instalada na BA 791 à entrada da cidade de Quixabeira, a Barreira Sanitária foi retirada na última segunda-feira, 31/08, entendendo não ser mais útil no sistema de prevenção a proliferação do novo coronavírus. A decisão foi tomada pelo Comitê de Enfrentamendo à Covid-19. Leia mais

O Secretário de Saúde, Ril de Beto, reforçou que a barreira foi extremamente importante no início da pandemia, pois fazia parte do sistema de fiscalização e controle de fluxo de entrada e saída do município. “Nós sabemos que a contaminação a princípio veio de outras regiões, de pessoas que vieram para nosso município, o primeiro caso foi de uma pessoa que esteve hospitalizada no município vizinho. Então, aos poucos, de fora estava entrando o vírus aqui e a barreira serviu para conter um pouco esse fluxo, essa disseminação, porém no presente, a contaminação comunitária faz com quer o mesmo se propague internamente no município”, apontou Ril.


Por meio das fichas preenchidas na barreira era possível realizar o acompanhamento das pessoas que passavam, de que município eram e o local onde ficariam, “e através disso a gente começou a entender que então através desse controle conseguimos conter um pouco a disseminação”, pontuou o secretário.


Com a crescente elevação dos casos positivos de Covid-19 entre os meses de Julho e Agosto, com a alteração do quadro de casos positivos para covid-19 no município, a decisão de retirada da barreira sanitária foi tomada. “Depois, com o passar do tempo, a gente percebeu que a contaminação ficou comunitária, então o vírus não vem mais de fora para dentro do município, o vírus já está instalado aqui, a contaminação passou a ser comunitária. Então, por causa disso, a gente achou por bem não ser mais necessária a barreira e agora direcionar o trabalho para outro foco.” Acrescentou Ril.

De acordo a secretaria de saúde, a barreira sanitária de monitoramento da cidade de Quixabeira, foi a primeira a ser instalada na região, no dia 20 de março deste ano e também a última a ser desativada, no dia 31 de agosto de 2020.

Ainda segundo a sms, durante o período em que a barreira ficou em funcionamento, foram abordados 12.024 veículos e 16.582 pessoas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário