terça-feira, 3 de novembro de 2020

'Um dos maiores temporais da história de Irecê', diz prefeito Elmo Vaz


A cidade de Irecê foi atingida por um fonte temporal na noite desta segunda-feira (02). A chuva torrencial que despejou cerca 150 milímetros em menos de duas horas deixou famílias desalojadas, destruiu casas, invadiu pontos comerciais e, inclusive, o Hospital Regional de Irecê. Leia +

As imagens registradas por moradores causaram espanto pelo tamanho dos alagamentos gerados em Irecê, e pela força destrutiva das enxurradas que arrastaram pessoas, animais, veículos, derrubaram paredes e telhados de residências. Uma moradora contou ao Jacobina Notícias que "o estado aqui é crítico, muitos desabrigados. Tinha um rapaz que é deficiente que estava desaparecido também, que  tinha sido levado pela água, mas graças a Deus acharam ele".

Rodovia BA-052

Um trecho da rodovia BA-052, conhecido como 'Baixa do Pai Véi', ficou temporariamente bloqueado por conta da chuva. Inicialmente, acreditava-se que havia ocorrido um rompimento na pista. O prefeito de Irecê, Elmo Vaz (PSB), chegou a divulgar um áudio alertando os condutores que fossem trafegar por aquele trecho, que liga Irecê a Xique-Xique, Central, Jussara, São Gabriel, Presidente Dutra, Uibaí e outros municípios, para que tivessem cuidado.

No entanto, a suspeita não se confirmou, o nível da água é que subiu muito e encobriu a pista, fazendo com que o trânsito ficasse parado nos dois sentidos. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foi acionada e, mesmo com lentidão, o trânsito voltou a fluir nesse trecho da BA-052.

Mobilização

O prefeito de Irecê designou equipes e determinou que escolas fossem utilizadas para abrigar pessoas em vulnerabilidade, atingidas pela chuva. "Vamos mobilizar todas as equipes possíveis. Agnaldo (secretário de Educação), ver qual é a escola que tem a melhor condição de receber algumas pessoas que não têm onde passar a noite. Vamos providenciar o que for possível de colchão, de cobertor e alimento, é o que a gente pode fazer hoje", disse Elmo Vaz em áudio.

A prefeitura utiliza duas escolas e uma creche para receber pessoas desalojadas e doações: Escola ACM (Recanto da Árvores), Colégio Odete e a creche do bairro Silva Pereira. Equipes da Defesa Civil de Irecê estão trabalhando para identificar os locais mais afetados e ajudar os cidadãos que ficaram desalojados.

Ações imediatas

Com aparente espanto, Elmo Vaz emitiu uma nota em que fala das primeiras ações adotadas: "As chuvas vieram numa proporção não imaginada e hoje estamos vivenciando um dos maiores temporais da história de Irecê. Já iniciamos uma ação emergencial e coordenada para acolher e ajudar as famílias e pessoas que estão precisando neste momento, seja com abrigo, alimentação, cobertor, colchão etc. Diversos municípios da Bahia estão sofrendo com as chuvas, como Itabuna, Vitória da Conquista, Juazeiro, Ibicaraí, assim como aqui na região de Irecê, por isso precisamos nos solidarizar com aqueles que mais estão precisando, a fim de vencermos mais esta batalha."

Confira abaixo imagens da chuva torrencial que atingiu a cidade de Irecê.

Fonte: Jacobina Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário