sábado, 26 de dezembro de 2020

Mãe e três filhos morrem vítimas da Covid-19 em Sapucaia(RJ); pai está internado

 

Quatro pessoas da mesma família morreram neste mês de dezembro vítimas do novo coronavírus em Sapucaia, no Sul do Rio de Janeiro. Os óbitos foram de uma mãe e três filhos. O pai está internado com Covid-19 em um hospital público na cidade de Leopoldina (MG). Leia mais

A primeira morte foi de Luiz Cláudio Soares, de 48 anos, no dia 3 de dezembro. Ele era solteiro e não tinha filhos. Dez dias depois, a mãe dele, Aparecida Soares, de 81 anos, também morreu pela mesma doença.

Na quinta-feira (24), José Roberto Soares, de 56 anos, conhecido na cidade como Beto, também não resistiu à Covid-19. Ele deixou esposa e uma filha.

A última morte foi na manhã desta sexta-feira (25): Antonio Carlos Soares, de 52 anos, apelidado de Calito. Ele também deixou esposa e uma filha.

Em uma publicação em seu perfil no Facebook, o prefeito de Sapucaia, Fabrício Baião, lamentou as mortes.

“Lamentamos profundamente o falecimento dos membros da família Soares. Família tradicional e de raízes fundadas em nosso município, foi profundamente atingida por essa terrível Covid-19, que nos levou nos últimos dias, primeiro o Luiz Claudio, depois Dona Aparecida e, em seguida, o Beto e o Calito”, escreveu.

O prefeito também pediu orações para que o patriarca da família, José Soares, de 80 anos, se recupere do quadro de Covid-19.

“Pedimos a oração da comunidade em prol do patriarca, Sr. José, que segue internado em Leopoldina. Nos enlutamos e nos solidarizamos com seus familiares neste momento de dor imensurável. Que Deus conforte os seus corações e que eles tenham o merecido conforto e amparo nestes dias tão difíceis. Ficará para sempre marcada na história de Sapucaia o amor que eles tinham por nosso município”, pediu Fabrício Baião.

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde, desde o início da pandemia, Sapucaia já registrou 1.029 casos confirmados da doença, sendo 39 óbitos e 915 recuperados.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário