segunda-feira, 8 de março de 2021

Feminicídio: Polícia Civil de Mairi cumpre mandado de prisão

 


A Polícia Civil de Mairi cumpriu, com o apoio da Polícia Militar local, na manhã desta segunda-feira, dia 08/03/2021, mandado de prisão preventiva expedido pela comarca de Mairi, em desfavor de um homem, de 37 anos, pela prática de homicídio contra a mulher qualificado por razões da condição de sexo feminino / feminicídio. +

O nacional, suspeito da morte da ex-companheira, fato este ocorrido no dia 10/11/2020, foi localizado e preso na Praça do Povoado de Bonsucesso, município de Mairi. O crime ocorreu na residência da vítima, enquanto esta saía do banho, momento em que foi estrangulada pelo indivíduo preso, o qual confessou o crime perante a Autoridade Policial, pouco depois de ser cientificado de que todas as provas, no bojo do Inquérito Policial Instaurado, convergiam para que ele fosse apontado como o autor.

Segundo o Delegado Titular da Delegacia de Mairi, Dr. Leandro Mascarenhas, tal ação de hoje faz parte da Operação Resguardo, deflagrada em todo o país, que visa ao combate à violência contra a mulher por razões do gênero. 

O cumprimento do mandado de prisão no dia internacional da mulher simboliza o sentimento de luta contra a sensação de impunidade por crimes do gênero. Em que pese estar há cerca de dois meses como Delegado Titular da Delegacia de Mairi, Dr. Leandro afirma ser grande a incidência de ocorrências relacionadas à violência doméstica e familiar e acredita que tal fato se dá pela sensação de impunidade dos agressores e pela carência de medidas educativas promovidas no seio da sociedade, cuja grande parte dos indivíduos não reconhece a mulher como detentoras de direitos, deveres e liberdades individuais.

O Delegado Dr. Leandro Mascarenhas afirma ainda que está sendo empreendida uma força tarefa para coibir tais crimes, havendo diversos inquéritos instaurados, com o fortalecimento da rede de proteção, com o disque-denúncia local, o qual fora pensado e elaborado pelo próprio Delegado, como mais uma ferramenta hábil ao combate à violência doméstica e familiar e a necessária assistência às vítimas do gênero.

Fonte: Delegacia de Mairi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário