terça-feira, 29 de junho de 2021

Dez cabeças de gado são furtadas em Capim Grosso. Casos estão frequentes na região.


A ação de furtos e roubos de gado tem acontecido com frequência no interior da Bahia, situação que não é diferente em alguns municípios que fazem parte do território de identidade da Bacia do Jacuípe.

O caso mais recente aconteceu na noite deste domingo, dia 27 de junho, em uma propriedade rural que fica localizada entre o Distrito de Pedras Altas e a cidade de Capim Grosso. Na ação os individuos furtaram dez bois mestiços, avaliados em aproximadamente 50 mil reis.

Segundo o proprietário, o gado está marcado com as iniciais CF com pesos médios de 18 arrobas cada. Qualquer informação que leve ao paradeiro dos animais, deve ser comunicado pelo telefone (74) 9 8117 9957, falar com Nilza.

Os roubos de animas na região já causaram grandes prejuízos. Em novembro de 2020, o agricultor Eduardo Avelino, 64 anos, desapareceu do povoado de Ramal de Quixabeira. 

Na ocasião além do próprio Eduardo, também sumiu junto com ele 20 cabeças de gado, o que levou as investigações a configurar o caso como latrocínio. Isso se deu, após serem encontrados restos mortais que foi atribuído a vítima. A ossada foi achada no início de maio deste ano.

Também no mês de maio, um fazendeiro teve um prejuízo avaliado em 80 mil reais, após 26 cabeças de gado serem roubadas na cidade de Ipirá. Na ocasião os elementos invadiram a propriedade durante a noite e efeturam o roubo.

Ainda no primeiro semestre deste ano, foi roubado 19 cabeças de gados entre bois e novilhas. A subtração ocorreu em uma propriedade rural no KM 2, no perímetro urbano da cidade de Capim Grosso.

As investigações apontam que existem vários quadrilhas de roubos de animais, espalhadas pela região. Vale lembrar que no início do ano, aconteceu a prisão de um dos líderes de uma quadrilha de roubo de gado. 

A prisão foi na cidade de Alagoinhas e que tinha a cidade de Mairi como a receptadora dos animais. Mesmo assim, os casos não param de acontecer na região, o que está deixando criadores apreensivos e bastantes preocupados.

Blog do Ril de Beto



Nenhum comentário:

Postar um comentário