sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Covid-19: CIB autoriza que cidades baianas possam aplicar 2º dose da vacina para moradores de outros municípios

 

           CIB autoriza que cidades baianas possam aplicar 2º dose da vacina para moradores de outros municípios — Foto: Divulgação/Sesab

A Comissão Intergestores Bipartite (CIB) regulamentou nesta quinta-feira (19) que cidades baianas podem aplicar a 2º dose da vacina contra a Covid-19 para moradores de outros municípios após apresentação de justificativas para não haver atraso na imunização.

De acordo com a coordenadora adjunta da CIB, secretária de Saúde de Madre de Deus, Stela Souza, ficou assegurado a reposição das doses dos municípios que derem essa 2º dose para moradores de outras cidades.

"Todos os municípios, conforme até a orientação do Ministério da Saúde, poderão aplicar a segunda dose de pessoas que tomaram a primeira dose em outros municípios ou outros estados", disse Stela Souza.

Segundo informações da CIB, o objetivo da medida não é a migração do local de vacinação da segunda dose de forma livre. A intenção é fazer com que as pessoas não deixem de se vacinar caso tenham se mudado ou tenham algum compromisso importante.

"A própria Sesab garantiu para nós que os municípios que tiveram um número muito grande de pessoas que vieram de mudanças ou estão em tratamento de saúde que estejam no seu município e tenham tomado a primeira dose em outro município, poderão encaminhar essa listagem com a justificativa de que será reposta", explicou.

Mudança de critério na entrega das vacinas

Nesta quinta, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) revelou que a Bahia vai receber mais 714 mil de vacina contra Covid-19 na sexta-feira (20). No entanto, exclusivamente para essas remessas, haverá uma mudança no critério de divisão.

A Sesab detalhou que a mudança de critério foi definida em reunião da Comissão Intergestores Bipartite. Conforme a diretora da vigilância epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro, desse total, 80% serão destinadas conforme critério populacional e 20% como fator de correção para aqueles municípios que ainda não conseguiram chegar à faixa abaixo dos 25 anos.

A diretora da vigilância epidemiológica da Bahia salientou que a ideia é que todos os municípios possam avançar ainda mais com a cobertura vacinal de forma equitativa na faixa etária.

Segundo a Sesab, outra definição acordada na reunião da CIB é que os municípios que já estão concluindo a cobertura vacinal, e não necessitam de mais doses, façam a devolução dos imunizantes para que haja o remanejamento para os municípios em condição inversa.

Fonte: G1 Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário