sábado, 2 de outubro de 2021

Canal do Sertão: Transposição do Rio São Francisco poderá contemplar Jacobina, Capim Grosso, Quixabeira e região


Na última quarta-feira (29), a Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), promoveu audiência pública no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB), para debater apresentar o Plano do Canal do Sertão Baiano, Estudo de Viabilidade e Anteprojeto de Engenharia da Transposição do Rio São Francisco. Com 350 quilômetros de canais, o Canal do Sertão deverá perenizar os rios Vaza-Barris e Itapicuru.

O evento contou com a participação do presidente da Câmara de Vereadores de Jacobina, Juliano Cruz, do secretário executivo do Comitê do São Francisco, Almacks Luiz Silva, dentre outras lideranças políticas, a exemplo de prefeitos, vereadores, deputados estaduais e representantes dos consórcios públicos de Desenvolvimento Sustentável do Território Bacia do Jacuípe, Território do São Francisco, Piemonte da Diamantina, Território de Identidade Piemonte Norte do Itapicuru, Território do Sisal, e dos comitês da Bacia do Paraguaçu, do Itapicuru e da Bacia Hidrográfica do Rio Salitre, além de técnicos da Seagri, Seinfra e Inema.

De acordo com Juliano Cruz, o Canal do Sertão tem a finalidade de garantir o suprimento de água potável, dessedentação animal, alimentar perímetros irrigados, atender às atividades como mineração e aquicultura, além de fomentar o surgimento de indústrias para verticalizar produtos da agricultura e da pecuária.
 Entrevista à imprensa, Juliano Cruz, que é pré-candidato a deputado estadual, ressaltou a liderança do deputado federal Elmar Nascimento (DEM), para que o Canal do Sertão se torne uma realidade.
“Essa obra já tem a outorga da Agência Nacional das Águas, e o deputado Elmar tem lutado incansavelmente junto ao Governo Federal, para que o Canal do Sertão seja uma realidade na nossa região”, afirmou o presidente da Câmara de Jacobina.
Fonte: Jacobina 24h
Veja a relação dos municípios beneficiados com o Canal do Sertão na macro região de  Jacobina

Nenhum comentário:

Postar um comentário