domingo, 19 de dezembro de 2021

Motoristas fazem protestos e fecham BA 417 que se encontra esburacada, entre Serrolândia e Várzea do Poço

Motoristas que trafegam na BA 417 interditaram a rodovia por volta das 13h deste sábado, 18, para protestarem contra os buracos na pista, que causam acidentes, atrasam as viagens e permitem assaltos.

A via dá acesso as cidade de Serrolândia e Várzea do Poço, além dos condutores de veículos os moradores destas localidades também reclamam das condições do asfalto, pois todos da região estão sendo prejudicados. 

A Center Móveis e Eletros que possui seu deposito central de distribuição na cidade de Várzea do Poço e enviou uma nota para a imprensa informando ter um fluxo diário de quinze caminhões próprios, dez caminhões de transportadoras, além de 35 carretas semanais que transportam todos os móveis comprados no sul do país para as suas lojas e está prejudicando a economia da empresa e a geração de empregos com os prejuízos causados aos veículos. 

“Diante da precariedade da estrada os custos com manutenções e reposições aumentam assustadoramente, daí faz-se necessário o governo estadual tomar as providências de recuperação do asfalto, vez que essa empresa tem significância na economia do estado e especialmente em Várzea do Poço e região por gerar muitos empregos”.

O caminhoneiro Raí, 30 anos de idade, chamou a atenção das autoridades sobre as condições da pista. “Muitos buracos, estamos tendo prejuízos frequentemente com os veículos que quebram e que possam resolver essa situação, da BA 417.

O motorista de transporte alternativo, Nilcir Carneiro da Silva, conhecido com Néo, 31 anos, disse que faz o percurso de Várzea do Poço a Jacobina e pede socorro as autoridades, pois estão sofrendo muito com a buraqueira, um  trajeto que está muito complicado e com muitos buracos, perdendo muitos pneus e precisando fazer muita manutenção do seu carro, “é o quinto pneu que eu perco, então está muito difícil trabalhar nessa forma, a gente paga muito importo e não volta nada para nós, uma situação dessa, complicado, cliente reclamando que estão chegando fora de hora com exame marcado, atrasando atendimento na agência do INSS, devido ao percurso ruim, quem puder fazer alguma coisa por nós, pois já não aguento mais”, desabafou.

Por volta das 15:00h a rodovia foi liberada após negociação com a Polícia Rodoviária Estadual e os manifestantes pedem para que o Governo do Estado tome providência o mais rápido possível, para que se possa minimizar os efeitos dos prejuízos em toda região. 


Fonte: Beija Flor

Nenhum comentário:

Postar um comentário