terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Capim Grosso: Surto de gripe leva UPA a beira de um colapso

Centenas de pessoas têm procurado a UPA de Capim Grosso nos últimos dias com sintomas gripais, o que demonstra um número elevado de casos após as festas de final de ano, lotando a unidade com cerca de 300 a 400 atendimentos por dia, com pacientes de Capim Grosso e região.

Nesta terça-feira, 04 de janeiro, dezenas de pessoas buscam atendimento médico com sintomas de gripe na UPA de Capim Grosso.

gripe upa cg

De acordo com Débora, coordenadora da unidade, apresentou dados para a reportagem do FR Notícias, os quais demonstram que a partir do dia 24 de dezembro deu-se início ao surto, onde de 400 pessoas atendidas diariamente, 300 estavam com sintomas da síndrome gripal.
No domingo, 02, ocorreu a maior incidência dos casos, onde cerca de 320 pacientes deram entrada na unidade, além disso, dezenas de outras pessoas desistiram de procurar a unidade por conta da quantidade de pacientes esperando atendimento.
Para a coordenadora, a alta nos sintomas de gripe é um reflexo dos retornos das atividades ao público, logo que assim como a Covid-19, esta é transmitida por via aérea e, com o retorno de aglomerações, a contaminação tornou-se mais fácil de ser disseminada.
Através da Secretaria de Saúde, a Prefeitura de Capim Grosso emitiu uma nota pedindo para as pessoas com sintomas gripais procurarem os postos de saúde, e se dirigirem até a UPA apenas em casos de emergenciais.
Muitos populares reclamam do atendimento nos postos informando que em algumas unidades não há plantonistas todos os dias e que em outros os médicos só queriam atender por agendamento.
Em resposta, a Secretaria informou que nesses casos de surtos ou síndromes, o atendimento é feito por demanda sem a necessidade de agendamento.
Capim Grosso vive a mesma situação de outras cidades, no momento não há a vacina contra gripe nos postos de saúde, pois aguarda o envio da mesma pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde.
Até o momento da publicação desta matéria, os casos continuavam em alta e a prefeitura não divulgou nenhum caso registrado de influenza H3N2 no município.

FR Notícias

2 comentários:

  1. Não são feito testes, após atendimento médico é colocado na parte de diagnóstico apenas os sintomas relatados pelo paciente. Só se sabe qual tipo de gripe se fizer testes ou não é esse o procedimento?

    ResponderExcluir
  2. Não são feito testes, após atendimento médico é colocado na parte de diagnóstico apenas os sintomas relatados pelo paciente. Só se sabe qual tipo de gripe se fizer testes ou não é esse o procedimento?

    ResponderExcluir